CMS coloca Matão na ponta do ranking nacional de saneamento

A CMS (Companhia Matonense de Saneamento) agradece àqueles que dedicaram um tempo para ler as matérias veiculadas nos cadernos encartados no Jornal do Comércio e espera que todos tenham entendido os temas. A empresa disponibiliza àqueles que queiram saber um pouco mais sobre o processo de tratamento do esgoto o site www.ciamatonense.com.br. A intenção era mostrar que Matão está na ponta do ranking nacional de saneamento. Confira a seguir os 10 principais itens executados pela CMS que colocam a cidade em posição de destaque:
1 - A CMS cumpre o firmado no contrato de concessão, tratando 100% do esgoto sanitário que chega na ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), devolvendo ao corpo receptor, o São Lourenço, um efluente com qualidade acima da exigida pela concessão e pelas leis estaduais que se enquadram na classe do rio.
2 - Em atendimento à exigência do contrato de concessão, a empresa mantém o certificado de qualidade da NBR ISO 9.001:2015 e foi mais além com a certificação da NBR ISO 14.001:2015.
3 - Busca constantemente a melhoria contínua em todos os setores da ETE e, para isso, lança metas a serem alcançadas. Por exemplo: metas da eficiência do tratamento, embora os índices estão acima do exigido pelo contrato de concessão e pelos órgão estaduais e federais; e metas de consumo energético e de água, que são dois aspectos ambientais não renováveis.
4 - Resíduos sólidos: a CMS deixou de poluir o meio ambiente por descarte em aterro sanitário de 250 toneladas por mês de resíduos excedentes do tratamento. O processamento dessa torta gera um composto orgânico utilizado como fertilizante em propriedades rurais.
5 - Resíduos sólidos: o processo de coleta seletiva garante que os resíduos sólidos sejam descartados e/ou reaproveitados e/ou tratados corretamente por empresas especializadas. Por exemplo: resíduos do laboratório, óleos usados provenientes das trocas de óleos dos equipamentos, resíduos de construção civil, sobras ou descartes de materiais em aço carbono e inox, areia e material sólido segregado das grades e filtros, recicláveis, eletrônicos, etc.
6 - Busca constantemente tecnologias inovadoras para o setor de saneamento e, se pertinente, não mede esforços para investir, como é o caso da Unidade Preliminar Compacta, a grade do efluente bruto; o Retrofit do supervisório, o sistema de câmeras, etc. A empresa está reestruturando toda a sua automação e a elétrica dela, o que garante maior precisão de dados em tempo real.
7 - Comprometimento com a educação ambiental: a CMS abre portas a visitantes, principalmente escolas, que, além de conhecerem o processo de tratamento do esgoto, participam de palestras educativas sobre o meio ambiente e as pequenas atitudes de cada um que fazem a diferença. Por causa da pandemia do novo coronavírus, as visitas estão temporariamente suspensas.
8 - A utilização da Tecnologia da Informação (TI) permite que a ETE seja operada remotamente a quilômetros de distância e gera dados em tempo real, facilitando e agilizando a tomada de decisões necessárias; também armazena dados eletronicamente, reduzindo a utilização de papel e contribuindo com o meio ambiente.
9 - A CMS colabora, através da eficiência do serviço prestado, para que o munícipio receba o Selo VerdeAzul.
10 - A falta de saneamento básico é a principal causa de doenças, principalmente em crianças; com o tratamento, além de eliminar a causa de doenças na população, o município deixa de gastar com medicamentos e tratamentos.

 

Fonte : jcmatao.com.br
Data da Informação : 04/12/2020