Matão, referência positiva do saneamento no Brasil

Matão, referência positiva do saneamento no Brasil

Com a missão de buscar as melhores formas e soluções tecnológicas para harmonizar a convivência entre sustentabilidade, meio ambiente e desenvolvimento econômico, em 22 de novembro de 2002 foi assinado o contrato de concessão do município com a CMS – Companhia Matonense de Saneamento.

De lá para cá a ETE – Estação de Tratamento de Esgoto investiu mais de 18 milhões de reais na construção de uma das mais modernas estações de tratamento do País, e também fonte de referência no assunto em toda a América Latina.

A CMS está dentro de um seleto grupo de ETE’s que no seu processo de tratamento combinam processos biológicos: anaeróbios e aeróbios, sendo este uma das mais modernas tecnologias utilizadas atualmente dentro do setor. O tratamento estabelece como parâmetro tratar 100% do volume de esgoto doméstico recebido, dentro de uma área que abrange 25 mil metros quadrados, e que pode chegar a atender uma população de até 106 mil pessoas, o que corresponde a uma vazão média de 250 litros por segundo, e uma eficiência de remoção de carga orgânica de mais de 98%, o que significa que o esgoto do município que chega até a empresa e passa por tratamento é devolvido ao rio São Lourenço como água pura, limpa e cristalina.

Toda essa eficácia garante o alto grau de excelência da ETE, que investe nas melhorias tecnologias do segmento a cada dia, sempre em busca de aumentar a eficiência dos seus serviços, e assim, também demonstrando todo seu cuidado e carinho para com a saúde da população, e sua preocupação com a preservação da vida e da espécie humana, sendo esta sua premissa dentro do seu compromisso com a responsabilidade social.

Saneamento básico

Buscar uma excelência em saneamento básico é um fator essencial para um País poder ser chamado de desenvolvido.

A partir do momento que a cada um de nós tem acesso à água tratada, coleta e tratamento dos esgotos, automaticamente temos uma melhoria da qualidade de vida. Essa melhora pode ser vista principalmente na saúde infantil com redução da mortalidade, melhorias na educação, na expansão do turismo, na valorização dos imóveis, na renda do trabalhador, na despoluição dos rios e preservação dos recursos hídricos, além de muitos outros benefícios.

Estima-se que mais de 65% das internações em hospitais, segundo um estudo recente realizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, de crianças com menos de 10 anos sejam provocadas por males oriundos da deficiência ou inexistência de esgoto e água limpa. A importância da excelência no tratamento de esgoto é vital para nossa saúde, e Matão é uma cidade para lá de privilegiada neste quesito pela seriedade, respeito e cuidado que a CMS tem para com a população matonense.

Existem mais de 100 doenças que podem ser causadas por falta de saneamento, entre as quais cólera, amebíase, vários tipos de diarreia, peste bubônica, lepra, meningite, pólio, herpes, sarampo, hepatite, febre amarela, gripe, malária, leptospirose e até ebola.

Por isso, todo cuidado é para com a nossa qualidade de vida, é buscado diariamente pela ETE, seja pala alta tecnologia aplicada no tratamento, e até mesmo pelo amor e carinho que a CMS tem para cada um de nós, matonenses.

Cuidando das nossas riquezas naturais

O carinho e o cuidado que a CMS tem por cada etapa do processo de tratamento de esgoto, e a pureza da água que chega ao nosso rio São Lourenço depois de todos os processos, é devidamente adequada para manter o ecossistema do rio e desta forma preservar a fauna e a flora que rodeiam essa nossa riqueza natural, além da vida dos peixes que habitam o local.

Para chegar a esse patamar de excelência o tratamento é feito com micro-organismos vivos que se alimentam de compostos orgânicos encontrados no esgoto sanitário, minimizando impactos ambientais, e desta forma, preservando todo o esplendor das maravilhas da natureza que nos rodeiam.

E essa água cristalina gerada ao final do processo é garantia de melhorias constantes e investimentos em saneamento e saúde.

A ETE, sempre em busca das melhores formas de preservar a natureza e todo o meio ambiente, além de toda a sua responsabilidade com a sustentabilidade, traz em seu DNA as características necessárias para que o objetivo seja ainda maior, o de buscar uma conscientização ambiental.

E, para isso, constrói em seu dia a dia de trabalho, a base necessária para a construção de uma cidade melhor, onde a natureza reina absoluta e o desenvolvimento urbano seja permanentemente sustentável.

Buscar a preservação ambiental é um conjunto de ações de importância não só para a humanidade, mas para todos os seres que habitam a Terra. Afinal, é nele que estão os recursos naturais necessários para a sua sobrevivência, como água, alimentos e matérias-primas. Sem esses recursos, todas as formas de vida do planeta poderão acabar.

O meio ambiente é o local onde estão nossas fontes de vida, e, é por isso, que nossas vidas dependem da preservação adequada dele. Se não cuidarmos com todo carinho da natureza ela não irá sobreviver, e o mesmo acontecerá conosco. Não se trata apenas de uma questão de sobrevivência. É todo o nosso bem estar, de um modo geral, que está em jogo. Vamos, assim como a CMS, fazer a nossa parte, e cuidar dia a dia um pouco mais do nosso planeta.

A visão da empresa

Ser uma das ETEs mais eficientes dentro do setor de saneamento, gerando alto nível de satisfação perante sua comunidade, em concordância com as normas e legislação vigente, visando à preservação e o desenvolvimento do meio ambiente e conscientização da comunidade.

Com todo esse comprometimento, a importância da CMS para Matão, no âmbito ambiental, social e econômico já é reconhecido mundialmente, e a empresa é modelo para demais ETEs do mundo todo.

E o nosso meio ambiente agradece por tanto amor e cuidado, até mesmo as garças que antes evitavam o local por falta de alimento, hoje encontram uma condição bem diferenciada, e são visitantes constantes da nossa fauna e flora.

Fonte : Informativo da CMS / Encartado no JCMatão
Data da Informação : 09/03/2018