Informações

Empresa é reconhecida como uma das mais modernas estações de tratamento de esgoto do Brasil
Empresa possui 26 funcionários e preocupa-se sempre em dar condições plenas de trabalho.
Grande aparato auxilia a empresa na prestação de serviços
Ação visa à redução de paradas para correções em equipamentos e à diminuição de custos
Atitude visa à economia do recurso natural proveniente do Aquífero Guarani
Processo passa por um rigoroso controle de qualidade
O processo pelo qual o esgoto doméstico atravessa ao chegar na Companhia Matonense de Saneamento – CMS, uma concepção que combina processos biológicos anaeróbios e aeróbios, uma das mais modernas tecnologias dentre as mundialmente disponíveis é um dos fatores que coloca a empresa em um seleto grupo na América Latina, sendo uma das empresas mais bem sucedidas e reconhecidas dentro do seu segmento.
Depois de passar por todas as etapas de tratamento do esgoto doméstico feito pela Companhia Matonense de Saneamento - CMS, um composto orgânico com alto valor nutrimental é gerado. É conhecido popularmente como lodo, mas, quando sofre tratamento prévio, pode ser utilizado em várias culturas determinadas pelo Ministério da Agricultura, sendo um fertilizante orgânico muito rico, um composto orgânico de classe D.
A água é um nutriente indispensável à manutenção da vida e, por esse motivo, um recurso natural fundamental para a garantia da saúde, bem-estar, desenvolvimento econômico e social de uma população. No entanto, poucas pessoas têm em mente quanto efluente é gerado e como ele deve ser tratado para evitar desperdícios, prejuízos ao ambiente e ocorrência de doenças.
Companhia Matonense de Saneamento – CMS tem o privilégio de fazer parte de um seleto grupo de estações de tratamento de esgoto doméstico que contemplam uma concepção que une processos biológicos, aeróbios e anaeróbios. Um sistema que desponta como uma das mais altas tecnologias mundiais no setor.