Com eficiência no tratamento, CMS transforma esgoto em água cristalina

Para oferecer qualidade de vida à população matonense e garantir a preservação do meio ambiente, a CMS (Companhia Matonense de Saneamento) trata 100% do esgoto doméstico recebido com índices de eficiência acima de 98% na remoção de matéria poluidora. O processo permite que o efluente se transforme em água cristalina e seja lançado no Rio São Lourenço livre de impurezas.

 

Ao chegar na Estação de Tratamento de Esgoto, por meio de rede de captação específica, inicialmente, o efluente passa por uma grade automática que retém os materiais atípicos mais grosseiros. Em seguida, ocorre o tratamento preliminar que retira materiais finos como areia e fios de cabelo. Já no Reator Anaeróbio de Fluxo Ascendente (RAFA), os microrganismos vivos decompõem grande parte da matéria orgânica para que na etapa seguinte as bactérias aeróbias promovam a decomposição desta matéria, concluindo a remoção da carga poluidora.

 

Por fim, o resíduo é submetido à desinfecção com o intuito de eliminar os microrganismos causadores de doenças. O processo é realizado via cloração para que os microrganismos enteropatogênicos, que podem estar presentes no efluente tratado, sejam eliminados, a fim de reduzir os riscos de propagação de doenças infecciosas.

 

O resultado é o efluente doméstico tratado e transformado em água cristalina, pronto para ser lançado no Rio São Lourenço com um percentual de oxigênio acima do exigido pelas leis ambientais e praticamente livre de impurezas. Essa eficiência é garantida por meio de equipamentos de última geração, análises internas periódicas e o apoio de laboratórios externos especializados e credenciados.

 

Ao promover iniciativas eficazes no tratamento de esgoto, a CMS reafirma seu compromisso com a população matonense e com a preservação do Rio São Lourenço, assumindo um papel fundamental na construção de uma comunidade ambientalmente consciente e com mais qualidade de vida.


Data da Notícia : 26/02/2024

Últimas notícias