Preservando Vidas

O projeto nascente São Lourenço já está preservando Matão.
Juntamente com o tratamento, a CMS criou o Projeto Nascente São Lourenço e tem realizado diversas atividades pedagógicas e de educação ambiental, levando até as escolas do município de Matão projetos pedagógicos, cartilhas educativas, eventos, palestras e diversas atividades de conscientização sobre a preservação da fauna, da flora, da coleta seletiva, da economia e melhor uso da água e de todo o meio ambiente.
A Companhia Matonense de Saneamento (CMS), entre os dias 3 e 7 de junho, está recebendo estudantes na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), em comemoração à Semana do Meio Ambiente. Na segunda, terça e quarta-feira, alunos dos quintos anos da escola municipal Prof. Antônio Carlos Manzini, do Residencial Nova Cidade, visitaram a ETE para conhecer seu funcionamento e práticas ambientais que contribuem com o futuro sustentável do planeta, como é o caso, do tratamento de esgoto doméstico.   Nesta sexta-feira (7), estarão na Estação de Tratamento alunos da escola estadual Prof. Laert José Tarallo Mendes, do Jardim Alvorada, que recebeu, no ano passado, o Programa Escola Sustentável, patrocinado pela CMS e executado pela empresa Zelo Ambiental. O programa desenvolveu ações educativas para fomentar a cultura da sustentabilidade na comunidade escolar.
Os materiais atípicos lançados indevidamente na rede de esgoto, representam um obstáculo significativo para o tratamento do efluente e sua destinação correta. Para enfrentar este desafio, a CMS (Companhia Matonense de Saneamento), em parceria com a Prefeitura de Matão, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, segue desenvolvendo a campanha “Juntos Cuidamos Mais” com o objetivo de conscientizar a população sobre o descarte responsável de resíduos atípicos.
Em busca de uma atuação 100% ecológica, a CMS (Companhia Matonense de Saneamento) transforma em fertilizante orgânico cerca de 200 toneladas de biomassa, que seriam descartadas em aterros sanitários específicos, e hoje beneficia produtores rurais que, além de aumentar a produtividade de suas culturas, economizam recursos destinados à compra de insumos agrícolas.